Arquivo de Abril 5, 2010

Poema dos Elementos

Posted in Espiritualidade, Poesias on Abril 5, 2010 by lapicta

Escrevi esse poema para um exercício em grupo… encontrei ele perdido por aqui… achei interessante postar.

Não quis firular Forças tão intensas, profundas e antigas com “ceninhas” esquisotéricas… achei por bem representar cada qual no ápice da Fúria de seu Espírito na Natureza: maremotos, furacões, vulcões… terremotos iam ser meio complicados, rs.

————————————————————————————-

Poema dos Elementos

Elemento Água,
Maleável, mutante, espírito prata,
A sensação da fluidez e ondulação que acalma
Feminina, passional, dá vida à mata.
 
Venero sua sabedoria Preciosa Água,
Em ser condutora de Energias e Sentimentos
Em ser o fluído Primordial da Vida
Em ser o fluído que me umedece o corpo e alma…

Elemento Fogo,
Volátil, incandescente, insinuante,
O Calor das labaredas e o aconchego
Livre, hipnotizante e dominante
 
Ser de Salamandras, Honro sua sabedoria
Em ser intenso, ser Luz na Escuridão
Em ser o Alquimista e o Transformador
Dos que à sua forja se submete

Elemento Terra,
Palpável, concisa e Materna
Madre Mantenedora concreta
Corpo onde meu ser seus caminhos alterna
Corpo onde meu ser habita
 
Senhora abastada e generosa,
Eu presto homenagem ao seu Saber,
Pois tu nos dá frutos, o Material do alimento
E de cada ser que de ti brota me dá Vida.

Elemento Ar,
Ligeiro, Invisível e Inefável
Brisa que sopra em nossas frontes
Vento que agita e movimenta o pensamento Inegável
 
Garoto sábio e suave,
Serelepe Senhor, à ti venero
Em ser o condutor de nossas idéias,
Em ser àquele que sempre me traz o que espero.

LaPicta – Julho/2007

Nada como ser solícito!

Posted in dia_a_dia, Humor on Abril 5, 2010 by lapicta

rs… volta de feriado ninguém merece né? Mas ainda assim, eu ri tanto esses dias… (tanto no sentido da comédia em si, como no sentido venenoso da coisa)

Aliás, minha ironia e sarcasmo são de berço viu? não é uma fase…é só uma forma excêntrica de se encarar os fatos da vida e os esquisitos do mundo. Essa coisa da acidez sempre me acompanhou.

E o mesmo tipo de humor me atrai nos demais tb…pq é preciso uma pitada de humor negro…pq vamos combinar vai, é cada uma que existe por aí! Se eu parar pra lembrar de certas situações, pessoas, momentos…eu me mato de rir…ou mato os outros de rir com minhas “tiradinhas”, rs. Um ser humano indignado como eu, precisa disso: acidez, sarcasmo, ironia…e às vezes, um leve toque de cinismo, rs.

%d bloggers like this: