19 de Abril – Dia do Índio

Uma singela homenagem…

SOLIDÃO DE ÍNDIO 

O sol já vem vindo,
Vai passar, passar…
E ninguém sabe para onde vai.
Já não dá mais
Para ver quando se esconde
Atrás da colina.
Mas é bom saber que volta,
Pelo menos ele volta…

Hoje planto milho, feijão, soja,
Uma porção de coisas…
Já não me sobra tempo,
Para admirar o córrego,
Onde aprendi a nadar.
Hoje a tribo é produtiva,
Como o branco quer,
Mas, minha alma nem se acredita mais…

Às vezes conversamos
Na língua da gente…
Mas, a língua do branco,
Já quase que é da gente.
Os novos nem sabem como índio fala!

O branco acho eu,
No fundo é bom.
Deu-nos terra.
Deu para gente,
Coisa que já era nossa…
Negócio de branco…
Não dá para o índio entender…

O que um índio velho pode fazer,
Quando vê seus espíritos sagrados
Sem significado?
Quando vê um índio pequeno ainda,
Trocando seus enfeites divinos,
Por pedaços de papel,
Que o branco valoriza tanto?
Quando vê gente nossa
Com vergonha de andar nua?
Eu só fico olhando,
Mas, me dá muita tristeza,
Muita mesmo…

Eu falo isso só para mim,
O branco não acredita muito
Que índio fique triste,
Quanto mais índio velho…

Tem noites que não acredito,
Que o sol volte novamente.
Felizmente, ele sempre volta,
Pelo menos ele não nos abandonou!

(Frederico Rego Jr)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: