Arquivo de Abril 22, 2010

Reflexões de uma mente prolixa…

Posted in dia_a_dia, Frases, Reflexões on Abril 22, 2010 by lapicta

“(…) E nada existe de mais frágil que uma criatura iludida a seu próprio respeito.”

 Li essa curta frase em um dos meus “passeios virtuais” … parece que ela é daquele pequeno livro de consulta rápida e aleatória “Minutos de Sabedoria”.

E ela, por alguns minutos, me fez parar o que eu estava fazendo e realizar uma rápida “viagem” em meu interior…

Fui em busca da  menina que fui, da garota que era e cheguei na mulher que sou… fiz isso pois acredito ser imprescindível que cada um de nós se revisite para ver o quanto mudou, em qual ponto ocorreu a mudança e se a mesma foi positiva.

Ninguém vive de passado? Com certeza… mas ele também é o responsável pela pessoa em que você se tornou. Ao meu ver, revisitar o passado é uma forma de tentar vislumbrar se os atuais caminhos foram na direção que pensava… e também uma maneira de saber se você continua pelas veredas que sempre acreditou serem as que te competiam.

Não, ninguém sabe se são as certas… o que te resta é sentir no coração se ele vibra com tuas emoções perante essa estrada que caminha… se te faz mais lúcido… se te traz alimento para alma.

Também pode ser um ponto de equilíbrio de quem você um dia foi (se você julgar que existe uma tempestade no teu presente, fazendo com que se torne difícil um ponto de equilíbrio atual).

Todos nos perdemos, todos tomamos direções erradas…e muitas vezes, é preciso retornar…talvez seja mais simples trazer a lucidez se você se lembrar da pessoa que um dia você foi, ao invés de persistir em uma “roupa” que te colocaram ou que você mesmo vestiu buscando algo que não te compete…e mais ainda, que é ilusório.

A ilusão não durará para sempre…e dependendo do tempo que você perder com ela, pode vir a se arrepender por ter insistido tanto em algo que nunca serviu como luva em tua vida mas ainda assim, por alguma insistência desconhecida e sombria, você manteve como algo pertinente e real.

Um tempo atrás eu comentava com uma amiga que achava impressionante a capacidade que o ser humano tem de desperdiçar energia nadando contra uma maré, ao invés de se deixar levar pelo movimento do mar, entrar no olho de um maremoto e emergir conforme a naturalidade desse evento… seria mais inteligente guardar essa energia para o emergir, ao invés de gastá-la tentando fugir do inevitável.

A palavra já diz: inevitável não é passível de ser evitável… Não existe fuga eterna, nem tendências a favor no que se trata de Ilusões.

Portanto, pare de se debater ou lutar contra e entregue-se ao Desconhecido…tenha ciência de você, de seus atos, de suas ações, da vida atual, do que passou e do que pode ocorrer dali em diante… não devemos esquecer nunca de que todos estamos em busca das mesmas coisas: respostas, quietude, justificativas para os absurdos da vida, amor, real encontro de almas.

Quem diz que a vida é um “vale de lágrimas” está correto… porém, também está hediondamente enganado…não é a vida que é hedionda, somos nós que o somos, cada um de nós…resultando em uma Humanidade Hedionda…e penso que se cada um de nós tentar domar o monstro hediondo interno, talvez a humanidade chegue em um ponto de mais compaixão…de mais cuidado com o próximo.

E antes que alguém me pergunte ou tire conclusões em virtude do assunto sombrio (rs): sim, eu estou muito feliz com minha vereda atual, sinto que meu sangue corre quente e farto…e que meus olhos nunca viram tanta luz e entendimento…e mesmo indo em direção ao Inverno (apesar de tantas transformações promovidas nesse 2010)… cheguei a um ponto em que estou vivendo um enamoramento total com a Dona Morte (aquela no contexto do fim das coisas buscando renascimento de ciclos)… sinto a vida como um grande playground e eu, uma criança de corpo, alma e coração limpos e vazios, totalmente ávidos por beber.

Anúncios

Dio – The Last in Line

Posted in Músicas on Abril 22, 2010 by lapicta

The Last In Line

Dio

   
   
   
   

The Last In Line

Os últimos da fila

   
The Last In Line Nós somos um navio sem uma tempestade
  O frio sem o calor
  A luz dentro da escuridão
  Isso que é preciso, sim
   
We’re a ship without a storm Somos um sorriso sem uma lágrima
The cold without the warm A esperança sem o medo
Light inside the darkness that it needs, yeah Estamos indo – pra casa
   
We’re a laugh without a tear Nós vamos até a bruxa
The hope without the fear Poderemos jamais, jamais voltar pra casa
We are coming – home Mas a magia que sentiremos
  Vale a vida toda
   
We’re off to the witch Todos nós nascemos na cruz
We may never never never come home O lançamento antes do arremesso
But the magic that we’ll feel Você pode se libertar
Is worth a lifetime Mas o único caminho é para baixo
   
We’re all born upon the cross Não viemos sozinhos
The throw before the toss Nós somos o fogo, nós somos a pedra
You can release yourself Nós somos a mão que escreve
But the only way is down E depois rapidamente se afasta
   
We don’t come alone Iremos saber pela primeira vez
We are fire we are stone Se somos maus ou divinos
We’re the hand that writes Nós somos os últimos da fila
Then quickly moves away Nós somos os últimos da fila
   
We’ll know for the first time Dois olhos do oriente
If we’re evil or divine É o anjo ou a besta
We’re the last in line E a resposta está entre
We’re the last in line O bem e o mal
   
Two eyes from the east Procuramos a verdade
It’s the angel or the beast Poderíamos morrer no dente
And the answer lies between Mas a emoção da caçada
The good and bad Vale a dor
We search for the truth  
We could die upon the tooth  
But the thrill of just the chase  
Is worth the pain  
   
We’ll know for the first time Nós vamos até a bruxa
If we’re evil or divine Poderemos jamais, jamais voltar pra casa
We’re the last in line Mas a magia que sentiremos
We’re the last in line Vale a vida toda
   
We’re off to the witch Todos nós nascemos na cruz
We may never never never come home O lançamento antes do início
But the magic that we’ll feel Você pode se libertar
Is worth a lifetime Mas o único caminho que você seguirá é para baixo
   
We’re all born upon the cross  
The throw before the toss  
You can release yourself  
But the only way you go is down  
   
We’ll know for the first time  
If we’re evil or divine  
We’re the last in line  
We’re the last in line  

22 de Abril – Dia da Terra

Posted in dia_a_dia, Ecologia, Folclore on Abril 22, 2010 by lapicta

O cântico da terra

Cora Coralina

Eu sou a terra, eu sou a vida.
Do meu barro primeiro veio o homem.
De mim veio a mulher e veio o amor.
Veio a árvore, veio a fonte.
Vem o fruto e vem a flor.

Eu sou a fonte original de toda vida.
Sou o chão que se prende à tua casa.
Sou a telha da coberta de teu lar.
A mina constante de teu poço.
Sou a espiga generosa de teu gado
e certeza tranqüila ao teu esforço.

Sou a razão de tua vida.
De mim vieste pela mão do Criador,
e a mim tu voltarás no fim da lida.
Só em mim acharás descanso e Paz.

Eu sou a grande Mãe Universal.
Tua filha, tua noiva e desposada.
A mulher e o ventre que fecundas.
Sou a gleba, a gestação, eu sou o amor.

A ti, ó lavrador, tudo quanto é meu.
Teu arado, tua foice, teu machado.
O berço pequenino de teu filho.
O algodão de tua veste
e o pão de tua casa.

E um dia bem distante
a mim tu voltarás.
E no canteiro materno de meu seio
tranqüilo dormirás.

Plantemos a roça.
Lavremos a gleba.
Cuidemos do ninho,
do gado e da tulha.
Fartura teremos
e donos de sítio
felizes seremos.

All The Fools Sailed Away – Dio

Posted in Músicas on Abril 22, 2010 by lapicta

Sem sombra de dúvidas…uma das vozes mais fortes, que vibra com as emoções mais passionais, a ira mais inflamada… Dio não tem pra ninguém… eu fico arrepiada com as letras desse cara, com sua voz potente e vibrante… como se viesse de profundezas  onde raios caem e sobem… sei lá, o cara é simplesmente alarmante!

Não achei o Vídeo que eu queria… um bem legal, com cenas do mar e caveiras em barcos sendo lançadas pelas ondas…segue um ao vivo.

Dio

All The Fools Sailed Away

Todos Os Tolos Remaram Para Longe

There’s perfect harmony in the rising and the falling of the sea Há uma perfeita harmonia no levantar e descer do mar
And as we sail along I never fail to be astounded by the things we’ll do for promises and a song E enquanto nós velejamos juntos eu nunca falho ao ser surpreendido por coisas que faremos por promessas e uma canção
We are the innocent we are the damned Nós somos os inocentes, nós somos os condenados
We were caught in the middle of the madness hunted by the lion and the lamb ah ah ah ah Fomos pegos no meio da loucura caçados pelo leão e pelo carneiro
We bring you fantasy we bring you pain Nós trazemos a fantasia para você, nós trazemos a dor para você
It’s your one great chance for a miracle or we will disappear never to be seen again É a sua única grande chance por um milagre ou nós desapareceremos para nunca mais sermos vistos
And all the fools sailed away all the fools sailed away sailed away E todos os tolos remaram para longe, todos os tolos remaram para longe, remaram para longe
We bring you beautiful we teach you sin Nós trazemos a beleza para você, nós te ensinamos a pecar
We can give you a piece of the universe or we will disappear never to return again Nós podemos te dar um pedaço do universo ou nós desapareceremos, nunca mais retornaremos
And all the fools sailed away all the fools sailed away all the fools sailed away they sailed away sailed away E todos os tolos remaram para longe, todos os tolos remaram para longe, todos os tolos remaram para longe, eles remaram para bem longe, remaram para bem longe
And as we drift along I never fail to be astounded by the things we’ll do for promises and a song E enquanto nós continuamos à deriva, eu nunca falho ao ser surpreendido pelas coisas que faremos por promessas e uma canção
We are the innocent we cut we bleed Nós somos os inocentes, nós cortamos, nós sangramos
We’re your one great chance for a miracle and a miracle is something you need Nós somos a sua única grande chance por um milagre e um milagre é algo que você precisa
They’ll take your diamonds and then give you steel Eles levarão seus diamantes e te deixarão o aço
You’ll be caught in the middle of the madness just lost like them and part of all the pain that they feel yeah Você será pego no meio da loucura, perdidão assim como eles e parte de toda a dor que eles sentem, sim
And all the fools sailed away all the fools sailed away E todos os tolos remaram para longe, todos os tolos remaram para longe
All the fools sailed away leaving nothing nothing more to say all the fools sailed away Todos os tolos remaram para longe, não deixando nada, nada mais a dizer, todos os tolos remaram para longe
They say you’re beautiful and they’ll always let you in Eles dizem que você é bonito e eles sempre te deixarão entrar
But doors are never open to the child without a trace of sin sail away Mas as portas nunca estão abertas para a criança sem um pouco de pecado remar para longe
%d bloggers like this: