Archive for the Ecologia Category

Emily Dickinson

Posted in Ecologia, Literatura, Poesias, Reflexões on Setembro 23, 2012 by lapicta

A Light Exists in Spring

Emily Dickinson

A Light exists in Spring
Not present on
the Year

At any other period —
When March is scarcely
here

A Color stands abroad
On Solitary
Fields

That Science cannot overtake
But Human Nature
feels.

It waits upon the Lawn,
It shows the
furthest Tree

Upon the furthest Slope you know
It almost
speaks to you.


Then as Horizons step
Or Noons
report away

Without the Formula of sound
It passes and we
stay —

A quality of loss
Affecting our
Content

As Trade had suddenly encroached
Upon a
Sacrament.

Existe na primavera uma luz

Existe na primavera uma luz
Não
presente no ano,
Em nenhum outro período –
Quando Março mal
começou

Uma Cor detém-se no exterior,
Nos campos solitários.
A
ciência não pode alcançá-la,
Mas a natureza humana a sente.

Ela
aguarda sob a relva,
Revela a árvore mais distante,
Sob o mais distante
declive conhecido
E que por pouco fala contigo.

Então, como andam os
Horizontes
Ou os meios-dias anunciam distantes,
Sem a Fórmula do
som,
Isso passa e nós permanecemos –

Uma virtude de
desperdício,
Afetando nosso contentamento.
Como permuta que houvesse
subitamente transbordado
Sob um Sacramento.

Anúncios

Homenagens, Noções, Reflexos…

Posted in Ecologia, Espiritualidade, Músicas, Poesias, Reflexões on Julho 5, 2011 by lapicta

Um singela homenagem, um reflexo de mim, uma noção dos meus abismos e redemoinhos…pois Eu sou Água.

Björk – Earth Intruders

Posted in Ecologia, Músicas on Dezembro 3, 2010 by lapicta

Earth Intruders

We are the earth intruders
We are the earth intruders
Muddy with twigs and branches
Turmoil! carnage!
Here come the earth intruders
We are the paratroopers
Stampede of sharpshooters
Comes right from voodoo
With our feet thumping
With our feet marching
Grinding skeptics into the soil
Shower of goodness
Coming to end the doubt pouring over
Shower of goodness coming to end
We are the earth intruders
We are the sharp shooters
Flock of parashooters
Necessary voodoo
I have guided my bones
Through some voltage
And loved them still
And loved them too
Metallic carnage!
Feriocity!
Feel the speed!
We are the earth intruders
We are the sharp shooters
Flock of parashooters
Necessary voodoo
There is turmoil out there
Carnage! rambling!
What is to do but dig
Dig bones out of earth
Mudgraves! timber!
Morbid trenches!
Here come the earth intruders
Stampede of resistance
We are the canoneers
Necessary voodoo
And the beast
With many heads
And arms rolling
Steamroller!
We are the earth intruders
We are the earth intruders
Muddy with twigs and branches
(forgive the strike)
We are the earth intruders
We are the earth intruders
Muddy with twigs and branches
We are the earth intruders
Muddy with twigs and branches
We are the earth intruders
We are the earth intruders
Muddy with twigs and branches
Marching
We are the earth intruders
Muddy with twigs and branches
Marching
March
March
March

Invasores da Terra

Nós somos os invasores da Terra
Nós somos os invasores da Terra
Enlameados com ramos e galhos
Tumulto! Carnificina!
Aí vêm os invasores de terra
Nós somos os pára-quedistas
Estouro dos atiradores
Vem direito do vudu
Com nossos pés batendo
Com nossos pés marchando
Enterrando esqueletos no solo
Ducha de bondade
Vindo para encerrar a dúvida que transborda
Banho de bondade vindo para encerrar
Nós somos os invasores da Terra
Nós somos os atiradores certeiros
Rebanho de pára-quedistas
Vudu necessário
Eu guiei meus ossos
Por certas voltagens
E ainda os amei
E também os amei
Carnificina metálica!
Ferocidade!
Sinta a velocidade!
Nós somos os invasores da Terra
Nós somos os atiradores certeiros
Rebanho de pára-quedistas
Vudu necessário
Há um tumulto lá fora
Carnificina! Rolando!
O quê há para fazer senão desenterrar
Desenterrar ossos da Terra
Covas de lama! Madeira!
Trincheiras mórbidas!
Aí vêm os invasores de terra
Estouro da resistência
Nós somos os canhoneiros
Vudu necessário
E a besta
Com muitas cabeças
E braços rolando
Rolo compressor!
Nós somos os invasores da Terra
Nós somos os invasores da Terra
Enlameados com ramos e galhos
(Perdoe esse ataque)
Nós somos os invasores da Terra
Nós somos os invasores da Terra
Enlameados com ramos e galhos
Nós somos os invasores da Terra
Enlameados com ramos e galhos
Nós somos os invasores da Terra
Nós somos os invasores da Terra
Enlameados com ramos e galhos
Marchando
Nós somos os invasores da Terra
Enlameados com ramos e galhos
Marchando
Marche!
Marche!
Marche!

Björk – Náttúra

Posted in Ecologia, Músicas, Reflexões on Dezembro 3, 2010 by lapicta

Proteja seu animal durante a Copa

Posted in Bem-Estar Animal, dia_a_dia on Junho 17, 2010 by lapicta

Recebi por e-mail do amigo Ronaldo e acho super interessante que seja proliferado por aí…

Eu já perdi pets em época de copa e nunca mais os encontrei…é preciso cuidar dos nossos fofos e zelar por eles.

Repassem para o maior número de pessoas.
Quem sabe assim teremos menos anuncios de animais que fugiram de suas casas ou então menos pedidos de ajuda por atropelamento pois os animais quando fogem estão sujeitos a todo o tipo de situação

www.amorviralata.com.br
“Adoções” e “Achados e Perdidos”

A Copa chegou.

Propomos que você seja um multiplicador das informações a seguir sobre os danos causados  aos animais expostos ao barulho dos fogos de artifício.
 
A proposta é protegermos os animais durante as comemorações da Copa.
 
Comemorações com fogos de artifício são traumáticas para os animais, cuja audição é mais acurada que a humana.
 
Quando usamos fogos de artifício, muitos animais da fauna silvestre morrem e sofrem alterações do ciclo reprodutor.
 
Cães, gatos e cavalos sentem palpitações,  taquicardia, salivação, tremores, sensação de insuficiência respiratória, falta de ar, náuseas, atordoamento, sensação de irrealidade, perda de controle, medo de morrer.
 
Essas alterações físicas provocam, na conduta do animal, tentativas descontroladas de escapar, incentivadas pelo estado de pânico, que pode durar minutos ou mesmo horas, dependendo do tempo que durem as comemorações com fogos. 
 
Os cães latem em desespero e enforcam-se nas correntes.  

Eles e os gatos escondem-se em locais minúsculos, fogem para nunca mais serem encontrados, provocam acidentes nas vias públicas e são vítimas de atropelamento.
 
Há animais que, pelo trauma, mudam de temperamento e chegam até ao suicídio.

Adotando alguns procedimentos simples, pode-se diminuir o sofrimento deles:

  • procure um veterinário para sedar os animais, no caso de cães muito agitados;
  • evite acorrentá-los, pois poderão enforcar-se
  • acomode-os em um cômodo dentro da casa onde possa mantê-los em segurança, fechando as portas e janelas, bem como proporcionando iluminação suave
  • evite deixar muitos cães juntos pois, excitados pelo barulho, podem brigar até à morte
  • dê alimentos leves, pois distúrbios estomacais provocados pelo pânico levam à morte
  • identifique seus animais com placas na coleira, para o caso de fuga
  • tente colocar tampões de algodão nos ouvidos deles
  • estenda cobertores nas janelas e no chão, para abafar o som. Cubra-os com um edredon;
  • deixe o guarda-roupas aberto, mas prepare-se porque eles poderão urinar, por medo
  • coloque-os próximos a rádios ou TV ligados e vá aumentando o volume, antes dos fogos;
  • cubra as gaiolas dos pássaros
  • Florais de Bach: rescue + cherry plum + rock rose + mimulus + vervain + sweet chestnut ( * )

      Estas essências, combinadas, funcionam bem para :      cães, gatos, aves e eqüinos

Mande preparar em farmácia de manipulação ou homeopática, sem conservantes (ÁLCOOL, GLICERINA e similares), e guarde-a na geladeira (dura todo o vidro, independente do que digam).

Dê 4 vezes ao dia, diretamente na boca do animal: 2 gotas para pequenas aves; 4 gotas para gatos e cães de pequeno e médio porte; 6 gotas para cães de grande porte.

Para eqüinos, coloque 30 gotas no bebedouro, 4 vezes ao dia. 
Comece a ministrar o Floral 2 ou 3 dias antes das comemorações e continue até uma semana após.

 ( * ) receita da Drª. Martha Follain – mfollain@terra.com.br     http://www.floraisecia.com.br/

 
ANEXAMOS UM CARTAZ, PARA AFIXAÇÃO EM QUADROS DE AVISOS DOS PRÉDISO, ESCOLAS, LOCAIS DE TRABALHO E COMÉRCIO.
 

22 de Abril – Dia da Terra

Posted in dia_a_dia, Ecologia, Folclore on Abril 22, 2010 by lapicta

O cântico da terra

Cora Coralina

Eu sou a terra, eu sou a vida.
Do meu barro primeiro veio o homem.
De mim veio a mulher e veio o amor.
Veio a árvore, veio a fonte.
Vem o fruto e vem a flor.

Eu sou a fonte original de toda vida.
Sou o chão que se prende à tua casa.
Sou a telha da coberta de teu lar.
A mina constante de teu poço.
Sou a espiga generosa de teu gado
e certeza tranqüila ao teu esforço.

Sou a razão de tua vida.
De mim vieste pela mão do Criador,
e a mim tu voltarás no fim da lida.
Só em mim acharás descanso e Paz.

Eu sou a grande Mãe Universal.
Tua filha, tua noiva e desposada.
A mulher e o ventre que fecundas.
Sou a gleba, a gestação, eu sou o amor.

A ti, ó lavrador, tudo quanto é meu.
Teu arado, tua foice, teu machado.
O berço pequenino de teu filho.
O algodão de tua veste
e o pão de tua casa.

E um dia bem distante
a mim tu voltarás.
E no canteiro materno de meu seio
tranqüilo dormirás.

Plantemos a roça.
Lavremos a gleba.
Cuidemos do ninho,
do gado e da tulha.
Fartura teremos
e donos de sítio
felizes seremos.

Os 10 mandamentos dos animais

Posted in Bem-Estar Animal, Ecologia on Março 4, 2010 by lapicta

Cansei de ouvir gente irresponsável e superficial que abandonou um animal na rua pois só o havia adquirido por alguma idéia cretina de status, ou para “fazer uma onda”… pra esses, meu silêncio e desprezo. Li esse texto no blog mãe de felinos e tomei a liberdade de replicar aqui.

 OS DEZ MANDAMENTOS DOS ANIMAIS

1. A minha vida deve durar entre 10 e 15 anos. Qualquer separação de você será muito dolorosa para mim.
2. Dê-me algum tempo para entender o que você quer de mim.
3. Tenha confiança em mim – é fundamental para meu bem-estar.
4. Não fique zangado comigo por muito tempo e não me prenda em nenhum lugar por punição. Você tem o seu trabalho, seus amigos e suas diversões. Eu só tenho você…
5. Fale comigo de vez em quando. Mesmo que eu não entenda suas palavras, compreendo muito bem sua voz, e sinto o que você está me dizendo.
6. Esteja certo de que, seja como for que você me trate, isso ficará gravado em mim para sempre.
7. Antes de me bater, lembre-se de que eu tenho dentes que poderiam feri-lo seriamente, mas que eu nunca vou usar contra você.
8. Antes de me censurar por estar sendo preguiçoso ou teimoso, pergunte se não há alguma coisa me incomodando. Talvez eu não esteja me alimentando bem. Pode ser que eu esteja resfriado. Ou é apenas o meu coração que está ficando velho e cansado.
9. Cuide bem de mim quando eu ficar velho; você também vai ficar.
10. Não se afaste de mim nos meus momentos difíceis ou dolorosos. Nunca diga “prefiro não ver” ou “faça quando eu não estiver presente”. Tudo é mais fácil pra mim quando você está ao meu lado.

Estes amigos são verdadeiramente leais nos bons e maus momentos da vida…Proteja e ame o seu animal….

%d bloggers like this: