Archive for the Uncategorized Category

Eddie Vedder – Rise

Posted in Reflexões, Uncategorized on Outubro 22, 2011 by lapicta

Uma Homenagem a Cadu Garcia

Posted in Uncategorized on Março 11, 2011 by lapicta

 

Nessa volta de carnaval, soube de um menino muito querido que partiu… na verdade, covardemente assassinado.

Apesar de fazer um bom tempo que não o via e não ser amiga próxima, guardo memórias de seu jeito doce e gentil, de seus olhos sonhadores.

Fica a dor e a saudade a nós que estamos desse lado do Véu…na Vida.

Cadu,  que sua Travessia tenha  sido Plena como acredito que foi. Para honrar  o carinho que me vem quando lembro de você, posto algo do seu blog (http://br.cadugarcia.com/)

QUEM SOU EU

Eu rio de coisa séria, me apaixono por deuses e danço em funerais.
Acho comédias tediantes e acho as estrelas muito mais bonitas que os fogos de artifício.
Eu gosto de pensar sobre o lado escuro da lua, gosto de sentir o vento gelado passando pela minha pele.
Violo a privacidade do olhar, perturbo a tranquilidade dos lábios e bagunço os cabelos.
Eu sou poesia, música e dança.
Eu sou os medos alheios, os desejos e prazeres escondidos.
Eu não sou paz, sou a tempestade que lava o mundo e a traz.

CADU GARCIA

Sá, Rodrix e Guarabyra

Posted in Uncategorized on Fevereiro 11, 2011 by lapicta

Essa aqui é aquelas pra cantar gritado…tipo grito de guerra sabe? para que a gente nunca se esqueça do importante e vomite o que faz mal.

O gosto do Azedo

Posted in dia_a_dia, Reflexões, Uncategorized on Setembro 3, 2010 by lapicta

para bom entendedor, meia palavra basta…e quando a carapuça serve, não tem jeito…

O Gosto do Azedo – Rita Lee

Composição: Beto Lee

Para o sangue, sou o veneno
Eu mato, eu como, eu dreno
Para o resto da vida, sou extremo
Sou o gosto do azedo
A explosão de um torpedo
Contaminação do medo
Eu guardo o seu segredo
Sou o HIV que você não vê
Você não me vê
Mas eu vejo você
Sou a ponta da agulha
Tanto bato até que você fura
É a minha a sua captura
Sou dupla persona
Seu estado de coma
Sou o caos, sou a zona
Seu nocaute na lona
Sou o HIV que você não vê
Você não me vê
Mas eu vejo você
Eu sou o livre-arbítrio
Sem causa com efeito
Sua força é meu grande defeito
Sou a dor da tortura
Uma nova ditadura
Terminal da loucura
Sou o vírus sem cura
Sou o HIV que você não vê
Você não me vê
Mas eu vejo você

Iniciando…

Posted in Uncategorized on Fevereiro 19, 2010 by lapicta

Não sei bem o pq criei um blog…creio que é por eu gostar bastante de ler diversos por aí.

Não sei bem aonde esse blog vai me levar… nem se terei muita paciência ou saco para postar com certa regularidade, maaaaaaas, de qlqr maneira, estou realizando a experiência.

Vamos falar de tudo e de nada… pois assunto fixo, nessa mente prolixa q eu tenho vai ser impossível.

Pra fechar a semana com chave de ouro, um pequeno texto para refletir.

———————-

“O mais importante de tudo é saber quem sou: não o que penso ser ou desejo ser ou pareço ser ou quero parecer. O que sou. Na total disponibilidade, com a falta de vergonha do simples, do ignorante, do arrogante.

Eu – sem o meu ego a fazer obstáculo. Totalmente desinteressado de mim mesmo, e das consequências que poderá acarretar para a minha pessoa esse entregar-me todo nas mãos de quem sou. Tamanha sinceridade só tem por limite Deus.

Mas ousá-lo é bem difícil. Estou cheio dos outros! O meu ego timorato acolhe-se sucessivamente nos alvéolos de assumir o que outrem de mim exige, sendo outro outrem dia a dia, ao sabor dos outros. Outros que a mim são iguais nisso de não serem senão outrem: e então, quem veradeiramente é?”  (21 de Maio de 1986, Diário 20, Lima de Freitas)

%d bloggers like this: